18/07/2017 - 15:25

Alcione & Banda dia 16 de Setembro em Campo Grande no Ondara Pálace

B. de Paula - As dez mais!
PRIMEIRA:
O frio chegou. Ponta Porã registrou -1º (Grau). Campo Grande amanheceu com 5 º Graus. Sul do Estado previsão de geada. Até quinta-feira podem ficar com cobertores e cobertas fora da naftalina. O frio vai permanecer entre nós até quinta-feira. É o assunto das comadres e compadres nos coletivos.

SEGUNDA:
A mágica do desaparecimento de 54 milhões em ICMS da Prefeitura de Campo Grande pode resultar num memorável escândalo envolvendo gente grande de um escritório de advocacia com pessoas ligadas ao Estado. A Prefeitura está fazendo auditoria em empresas para contestar a queda.

TERCEIRA:
Esperada a delação premiada do doleiro Lúcio Funaro. Dizem que dois personagens da nossa política podem se dar mal: Um é o governador e o outro é o ex-senador Delcídio.

QUARTA:
Alcione & Banda marcada para 16 de Setembro no Ondara Pálace. Preços salgadíssimos: Mesa para 8 pessoas de 2 a 2,8 mil. Mesas compartilhadas de 250 a 350 por cabeça. É coisa pra rico.

QUINTA:
Nas madrugadas com o frio está sendo amenizado por pessoas de caridosas distribuindo agasalhos e cobertores. O vereador Valdir Gomes tomou a iniciativa. Parabéns!.

SEXTA:
A polêmica instalada por uma academia nesta Capital continua sendo a principal discussão em todos os meios: “Se você é feio e gordo, seja só feio!”. A frase engraçada já deu Procon, multa, reportagens em jornais, rádios e televisões. O Brasil envereda pelo perigoso lado do ‘politicamente correto’ copiando a onda já ultrapassada nos Estados Unidos, tentando brecar as belezas da Língua vernácula. Feio qualquer um pode nascer, mas gordo ou é uma opção, um desleixo ou um problema endócrino.

SÉTIMA:
O futebol sul-mato-grossense sumiu das mídias pela falta de divulgação. Perguntei para ‘dez’ pessoas qual teria sido o resultado do Comercial contra o Ceilândia – jogo da Série D do Campeonato Brasileiro – e ninguém soube responder.

OITAVA:
Na Avenida das Mansões, no Oliveira, um armário de cozinha virou sinalizador para que carros não caiam num bueiro sem tampa. Moradores já reclamaram, mas a Secretaria de Obras não se dignou a aparecer.

NONA:
Moradores da Orla Morena, próxima a Santos Dumont, estão sendo infernizados por um “barzinho” onde a coisa mais leve que está rolando por lá é o “funk”. Acabou o sossego nas cercanias. A polícia nunca atende aos clamores. Campo Grande vai perdendo os ares de cidade boa para morar e entregue aos baderneiros e marginais.

DÉCIMA:
O SINPOL levantou acampamento defronte a Governadoria depois de vários dias de protesto contra a falta de cumprimento de palavra do atual governo. Na Governadoria festejaram porque os “aloprados” acham que venceram os policiais civis no cansaço. Mas a categoria segue unida e promete ir à forra, provavelmente fazendo uma ‘operação padrão’.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuuuui
Voltar
B. de Paula - As dez mais!
Jornalista, Radialista e Empresário!
Facebook curtir
Site desenvolvido por: