Quinta-Feira 22 de Junho de 2017
19/06/2017 - 12:21

SEJUSP, engoliu seco a denúncia feita ontem pelo Fantástico, da Rede Globo

B. de Paula - As dez mais!
PRIMEIRA:
A revista Época de ontem jogou mais lenha na fogueira com entrevista de Joesley Batista. Desprezando, se for possível, a parte onde ele se refere ao presidente Temer, o fato de atribuir a corrupção à frigoríficos como invenção genuinamente sul-mato-grossense foi de fazer cair ‘aquilo’ da bunda.

SEGUNDA:
Segundo Joesley, da JBS/FRIBOI, “Quando eles por aqui chegaram deram ‘de cara’ com a corrupção que já estava instalada na Casa Civil e Governadoria do governo Zeca do PT” que ensinou à eles “como a coisa funcionava”. Disse mais: “Essa prática sobreviveu em todos os demais governos deste Estado”.

TERCEIRA:
Falando na delação premiada dos Batistas, o problema não são apenas os governos do passado, mas o atual, que morreu com o “Mico” na mão. O irmão do delator disse, que entregou em mãos 38 milhões de ‘propina’ para Reinaldo Azambuja dentro da governadoria.

QUARTA:
Que ‘trolha’ das mais grossas está a caminho todo mundo sabe, só não sabem quando e de onde ela virá. A investigação é federal, portanto, todos acusados correm o risco de amanhecer com o japonês da Federal na porta.

QUINTA:
Difusora amanheceu liderando pelo aplicativo ‘radiosnet’. Está em 1º com 3.878 acesso. Em 2º está a Capital-FM: 2.851 acessos. Em 3º a Blink-FM com1.854 e em 4º a Grandourados- FM, com 1.771 acessos.

SEXTA:
Falando em corrupção fazendária, está voltando as denúncias do sumiço de uma safra de soja que não deu em nada. Isso mostra que a única chance de exterminar a corrupção fazendária em nosso Estado será se a Polícia Federal fizer as apurações, porque o sumiço da safra de soja foi amplamente denunciado pela imprensa, mas não deu em nada.

SÉTIMA:
Existem mais de 10 milhões de metros cúbicos de lenha nativa de derrubadas legais que estão impedidas de serem transformadas em carvão para a siderurgia, dependendo apenas de uma ‘Medida Provisória’ do Planalto, permitindo essa excepcionalidade. Isso resultaria em empregos e fomento à economia sul-mato-grossense. O deputado Carlos Marum se interessou pelo assunto.

OITAVA:
Dentre os muitos apagões sofridos pelo atual governo esse foi excepcional: Um apagão energético deixou o Parque dos Poderes 24 horas no escuro sábado e domingo. Segundo a Energisa o problema começou por um dos prédios do complexo administrativo espalhando para os demais. A falta de manutenção elétrica é outro problema a ser enfrentado.

NONA:
O secretário Barbosinha, da SEJUSP, engoliu seco a denúncia feita ontem pelo Fantástico, da Rede Globo, que a PRF teve que parar a fiscalização que estava fazendo, para trazer um preso de Miranda à Campo Grande, porque a cidade estava sem delegado. Isso é só o começo das mazelas na nossa Segurança Pública.

DÉCIMA:
João Roberto Baird voltou a ser comentado na imprensa como o ‘Rei da Coisa Errada’. Seria ele o operador do “esquema” de corrupção no governo Zeca do PT. Baird passou tempo sumido dos noticiários, mas entrou também para a relação dos delatados pelos donos da JBS/Friboi.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuuuui.
Voltar
B. de Paula - As dez mais!
Jornalista, Radialista e Empresário!
Facebook curtir
Site desenvolvido por: