25/03/2018 - 06:59

Finalmente o Hospital do Trauma ficará pronto

Manoel Afonso
ALELUIA Finalmente o Hospital do Trauma ficará pronto. O custo da obra por volta de R$10 milhões. Se comparar o custo com os benefícios é barata, principalmente se você levar em conta o que se gasta ( R$180 milhões) com obras faraônicas como o Aquário do Pantanal por exemplo. Temos que tirar o chapéu para governantes e profissionais abnegados que estão oportunizando esse empreendimento de 100 leitos aqui na capital. Isso sim é prioridade. 

É GUERRA! Que país é esse? De 2007 a 2016 foram 550 mil pessoas assassinadas – uma cidade média por ano – superando a população de Florianópolis ( 490 mil). De 2.000 a 2016 a matança cresceu 27,5%. Sergipe é o mais violento dos Estados: a cada 100 mil pessoas, 64,8% delas assassinadas. No MS são 24,9% de assassinatos para cada grupo de 100 mil habitantes. Números que assustam e advertem sobre os perigos do dia a dia. Como dizia o poeta Vinicius de Moraes: “viver é um perigo”. 

NA ESTRADA A pré candidata Rose Modesto ( PSDB) disse-me que vai focar na educação e na melhoria da assistência social em geral. O deputado Beto Pereira ( PSDB) confessou-me que vai priorizar as reformas política e tributária. O deputado Fábio Trad quer dar sequência ao trabalho do mandato anterior para aproveitar seu inegável preparo jurídico. Todos eles jovens, entusiastas que estão pontuando bem nas pesquisas por aí. É a renovação com qualidade de que tanto precisamos na política. 

‘SAARA’ O campo político de Dourados continua desértico, sem ‘nutrientes’ que permitam a proliferação de novos nomes engajados ou pelo menos identificados com a realidade sócio econômica. Não está fácil buscar nomes para o Senado ou para compor chapa majoritária. Já os políticos com mandato sonham mesmo é com a prefeitura douradense. Mas no frigir dos ovos a região precisa e deve ser prestigiada na composição das candidaturas em marcha. 

ARTICULADO Aos 49 anos de idade o ex-prefeito de Mundo Novo Humberto Amaducci está animado com sua pré candidatura ao Governo do Estado. Tentará reunificar o PT e nesta semana esteve em Corumbá. Lembra de sua experiência e inclusive de suas relações com o ex-presidente Lula que já esteve em sua cidade por 3 vezes. Também é o caso de observar se seu desempenho melhora nas pesquisas. Até aqui desanimador. 

ALERTA-1 Se o candidato petista não empolgar e chegar fraco nas eleições, o desastre atingirá diretamente a representação proporcional do partido. Observadores já vaticinam que o PT poderia eleger – neste caso – apenas o deputado Cabo Almi. Também o deputado federal Vander Loubet sofreria os reflexos. Quando o assunto é abordado noto o desconforto crescente entre os parlamentares na Assembleia Legislativa. 

ALERTA-2 No último pleito o PT concorreu em 7 cidades e não elegeu um só prefeito. Na capital o desastre foi grande: Alex do PT obteve apenas 1,9% com 8.482 votos. Só um vereador eleito. “O PT não se preparou para esse novo Brasil” – disse o ex-senador Delcídio do Amaral após a derrota ao Governo. Seria o caso de se perguntar: “Em piores condições que antes, será que o PT está mais preparado do que naquela eleição?” 

CONCORDATA O PT lembra a empresa em dificuldades financeiras que recorre a justiça para obter melhores condições e assim ganhar fôlego. Mas um partido atingido no peito por denúncias comprovadas de corrupção, que perdeu seu maior patrimônio (ética administrativa), além de ter várias de suas lideranças já presas e desmoralizadas, conseguirá o milagre da ressurreição. 



CONCORRÊNCIA Se antes o PT era o carro chefe da esquerda brasileira, hoje tem a concorrência do PSOL que vem ganhando a preferência de ex-eleitores petistas. Pergunto: quem tem ido as ruas nestas últimas manifestações do Rio de Janeiro por exemplo? É o PSOL que ganha espaço e com moral para continuar pedindo o fim da corrupção e da impunidade. Os petistas estão recolhidos como crianças com catapora. 



SOBREVIVENTE? Neste Titanic do PT Zeca se articular para escapar do desastre e até topa uma aliança branca com o PSDB. Sabido – quer salvar a própria pele e para isso já vem jogando como mostram suas declarações e articulações. Já antevejo o surrealismo de sua postura eleitoral. Zeca priorizou a própria salvação. Quanto ao PT- é assunto para depois. 



O senhor (Gilmar) é a mistura do mal com atraso e pitadas de psicopatia”. (ministro Luiz R. Barroso) 
Voltar
Manoel Afonso
Ampla Visão
Facebook curtir
Site desenvolvido por: