07/04/2018 - 06:27

Jovem "gata" chama a atenção ao trabalhar com roçadeira em Nova Andradina

Luciene Carvalho,
Nova News
Lá se foram os tempos que as mulheres não desempenhavam as mesmas funções do que o homem. Em condições iguais, elas dão duro e não deixam nada a desejar quando são vistas em situações adversas que todos estão acostumados a ver.

O mês da mulher já passou. Mas, impossível não se curvar diante de uma cena de encher os olhos. Prestes há completar 27 anos no próximo dia 10 de abril, seu nome é Vanilda Vidal de Souza. Ela trabalha como operadora de roçadeira para uma empresa terceirizada ligada à Prefeitura Municipal que atua na limpeza urbana de Nova Andradina.

O flagra da reportagem do Nova News não pôde passar despercebido. Esta semana ela foi vista roçando canteiros na área central da cidade ao mostrar um estilo feminino único mesmo diante de um trabalho antes genuinamente do universo masculino.

Entrevistada pelo Nova News, Vanilda detalhou um pouco de sua trajetória de vida. Separada e mãe de três filhos, ela conta que trabalha com roçadeira a cerca de três anos e antes já fez de tudo um pouco como, por exemplo, começou a trabalhar aos 13 anos como diarista quando já começou ganhar o seu próprio dinheiro.

“Mesmo com pouca idade, comecei a trabalhar cedo. Eu ajudava a minha tia a fazer diárias e aprendi a profissão. Ao longo de vários anos trabalhei como diarista e também em frigorífico. Até chinelos bordados aprendi a fazer e passei a vender até ter a oportunidade de começar a trabalhar na Prefeitura e foi lá que aprendi a operar uma roçadeira”, conta a jovem.

Sobre o ofício que hoje desenvolve, Vanilda diz gostar do que faz e se sente plenamente realizada. “Quando você vê uma cidade suja cheia de mato e é uma das responsáveis por mudar tudo isso, é algo muito gratificante. É prazeroso ver um ambiente que fica mais bonito através do trabalho das nossas mãos”, disse.

Indo mais além ao pensar grande no futuro, a jovem trabalhadora tem planos em ter sua própria firma de roçadeira. “Se Deus me permitir, quero até o final do ano trabalhar por conta”, aponta. Após trabalhar oito horas por dia sob sol e calor, ela disse ainda que estuda à noite e está terminando de cursar o Ensino Fundamental. “Meu sonho é também entrar em uma faculdade. Uma área que me atrai é a de Administração”.

Dedicação é, segundo Vanilda, a base de tudo que idealiza na vida. “Trabalhar hoje como operadora de roçadeira é uma realização. Trata-se de uma profissão que me sinto valorizada, mesmo quando minha família me chama de louca por trabalhar em um serviço que eles dizem que não é coisa de mulher. Fico muito feliz diante da admiração das pessoas nas ruas que me veem trabalhando nisso”.

Para ela, ser uma mulher que não se curva diante das dificuldades e está sempre de cabeça erguida com um sorriso no rosto é motivo de muito orgulho. “Sou uma pessoa esportiva que gosto de brincar e rir o tempo todo. Um sorriso distrai tudo de ruim que nos rodeia. Não adianta ficar pensando em problemas e reclamar da vida. Gosto de me sentir feliz comigo mesma”, disse a jovem.

Finalizando a entrevista, Vanilda deixa uma mensagem às mulheres a nunca se colocar em condições desiguais a dos homens. “Nós, mulheres, podemos ser tudo o que queremos, basta apenas ter força de vontade e nos encorajar”, enfatizou.

Voltar
Site desenvolvido por: