23/07/2018 - 01:09

Senado; Nelsinho e Zeca mantêm dianteira, Moka cresce e Delcídio aparece

Edson Moraes
Ranking Pesquisa
Com o ex-prefeito Nelsinho Trad Filho (PTB) e o deputado federal Zeca do PT conservando os dois primeiros lugares nas intenções de votos para o Senado da Republica, as novidades da mais recente amostragem da Ranking Comunicações e Pesquisa ficaram por conta do senador Waldemir Moka (MDB), que aumenta seus índices na luta pela reeleição, e do ex-senador Delcídio Amaral (PTC), ressurgindo na cena política. Estes resultados foram apurados este mês pela Ranking Comunicações e Pesquisas. 

Como se sabe, os eleitores de Mato Grosso do Sul vão votar para escolher dois senadores. Na consulta espontânea, Nelsinho (13%) e Zeca (6,33%) estão à frente. Em terceiro, nos calcanhares do ex-governador petista, surgem Moka (4,83%) e Delcídio (4,25%). O curioso é que nesta simulação o segundo, o terceiro e o quarto colocados estão dentro da margem de empate técnico. Com pontuações menores estão o senador Pedro Chaves, do PRB (1,58%); Dorival Betini, do PMB (1,50%); Chico Maia, do Podemos (1,25%); Sérgio Harfouche, do PSC (1,08%); e marcelo Miglioli, do PSDB (0,83%). Não sabem ou não responderam 65,35% dos entrevistados. 


Na entrevista estimulada para apurar o primeiro voto - ou seja, em quem os eleitoes vão votar primeiro para o Senado -, os líderes continuam sendo Nelsinho (27,75%) e Zeca do PT (14,50%), ambos em vantagem sobre Moka (6,17%), Chaves (3,91%), Betini (3,33%), Harfouche (3,25%), Maia (3,08%) e Miglioli (1,75%). Não sabem ou não responderam 36,26%.



O segundo voto para o Senado mantém a preferência dos eleitores por Nelsinho (8,25%) e zeca do PT (7,83%), contudo em distância menor em relação a Moka (5,83%), Chaves (3,41%) e Harfouche (3,33%). Mais abaixo aparecem Betini (2,83%), Maia (2,67%) e Miglioli (2,17%). Os que não sabem ou não responderam somam 63,68%.


REJEIÇÃO - Os candidatos ao Senado com maiores taxas de rejeição em Mato Grosso do Sul são Zeca do PT (23,08%) e Nelsinho (9,00%). Com os menores índices se alinham: Moka (2,83%), Miglioli e Chaves (1,83% cada), Maia (1,75%), Harfouche (0,91%) e Betini (0,66%).  Os que não sabem ou não responderam somam 58.11%.


A Ranking Comunicação e Pesquisa consultou 1.200 eleitores (as) a partir dos 16 anos de idade (52,10% do sexo feminino e 47,9% do sexo masculino) em 30 municípios no período de 14 a 19 deste mês (julho 2018). Os registros na Justiça Eleitoral são: MS-05306/2018 e BR-02443/2018. O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro estimada é de 2,8 pontos percentuais para mais ou para menos.

A amostragem tem como responsável técnico o estatístico Augusto da Silva Rocha. Os municípios: Campo Grande, Sidrolândia, Maracaju, Itaporã, Dourados, Ponta Porã, Amambai, Caarapó, Naviraí, Ivinhema, Nova Andradina, Nova Alvorada do Sul, Rio Brilhante, Corumbá, Ladário, Miranda, Aquidauana, Anastácio, Terenos, São Gabriel do Oeste, Rio Verde, Coxim, Camapuã, Chapadão do Sul, Cassilândia, Paranaíba, Aparecida do Taboado, Três Lagoas, Água Clara e Ribas do Rio Pardo.
Voltar
Site desenvolvido por: