24/08/2018 - 04:45

Empresa usa tecnologia deepfake para 'incluir' os clientes em filme pornô

Por Raquel Freire, para o TechTudo
G1
Uma empresa do setor pornográfico lançou nesta segunda-feira (20) uma forma de monetizar os deepfake, vídeos em que se usa Inteligência Artificial (IA) para trocar rostos das pessoas.

A produtora Naughty America estreou um serviço em que seus clientes podem realizar uma fantasia com a ajuda da tecnologia: colocar seus rostos sobre o de atores pornô, e vice-versa e ser tornar estrelas do entretenimento adulto nos seus próprios filmes.

Em vídeos demonstrativos, a companhia publicou o clipe original com as atrizes pornô Zoey Monroe e Blair Williams e um editado, em que seus rostos estão trocados. O resultado realista dos deepfake é conseguido por meio de aprendizado de máquina e outros recursos de Inteligência Artificial. Com eles, os algoritmos conseguem aprender as expressões de certa pessoa, a maneira como ela de move etc. Esse conhecimento é recriado sobre outro rosto, gerando um filme falso que é quase impossível diferenciar de um conteúdo original.

Essa tecnologia não foi inventada agora. Ela ficou conhecida no final de 2017, quando um usuário do Reddit começou a postar vídeos de sexo falsos com famosas. Além das produções pornográficas, a técnica é usada para falsificar discursos de políticos famosos e espalhar fake news.

No caso da Naughty America, a empresa oferece um roteiro aos clientes para que eles filmem a si mesmos com determinadas expressões, de forma a garantir vídeos realistas. Eles também usam um departamento de advogados para garantir que os personagens das gravações sejam adultos e que tenham dado consentimento para a edição. "Eu não acho que você pode existir nesta indústria se você não estiver preparado para usar essa tecnologia", disse CEO da Naughty America Andreas Hronopoulos em entrevista ao site Variety.
Voltar
Site desenvolvido por: