11/03/2018 - 05:28

China altera Constituição e Xi Jinping poderá ficar na presidência por tempo ilimitado

G1
O parlamento da China aprovou neste domingo (11) uma emenda constitucional que elimina os limites do mandato presidencial, permitindo que o presidente Xi Jinping permaneça no cargo por tempo indefinido.

O anúncio da votação, testemunhado por repórteres no Grande Salão do Povo, passou com dois votos "não" e três abstenções entre quase 3 mil representantes.

O Partido Comunista dominante da China propôs a emenda no mês passado e nunca houve dúvida de que seria aprovado, já que o partido tem maioria no parlamento.

Ao todo, o Congresso chinês aprovou em uma única votação um conjunto de 21 emendas constitucionais.


Com a decisão, a cláusula que limita a dois mandatos o cargo de presidente foi derrubada. Assim, Xi Jinping, prestes a começar o seu segundo e último mandato pela regra atual, poderá ficar no poder por tempo ilimitado.

A atual Constituição chinesa é de 1982 e já passou por outras reformas. Mas a de agora serve para consolidar a figura do líder Xi Jinping.

Desde que tomou posse em 2012, ele vem aumentando a influência do Partido Comunista na vida dos chineses. O partido controla a imprensa, a internet e persegue grupos de direitos humanos.

Xi Jin Ping combateu a corrupção, mas há suspeitas de que os principais alvos eram opositores dele dentro do PC chinês.

A proposta de mexer na Constituição foi recebida com críticas nas redes sociais chinesas: alguns comparando o regime chinês com o da Coreia do Norte. As mensagens foram devidamente apagadas horas depois.
Voltar
Site desenvolvido por: