12/07/2018 - 04:39

População de Corumbá, MS, se mobiliza para ajudar imigrantes haitianos

G1/MS
Por conta da frente fria, moradores de Corumbá tem se mobilizado para ajudar haitianos que estão sem local adequado para dormir, muitos estão recebendo os imigrantes em casa. A cidade que fica a 428 quilômetros de Campo Grande, está se transformando segundo a polícia, na nova rota de entrada ilegal de estrangeiros no Brasil.

Muitos haitianos que estão em Corumbá são considerados ilegais, porque ainda não passaram pelo atendimento da Polícia Federal. Por conta disso não conseguem trabalhar e nem comprar passagens para outras cidades.

A Pastoral da Mobilidade Humana estima que 300 haitianos estão na cidade nesta situação. Durante o dia eles circulam pelas ruas e ficam nos arredores da rodoviária.

A prefeitura de Corumbá disse que já solicitou à Secretária de Assistência Social e Direitos Humanos um relatório sobre o fluxo diário de imigrantes e dos procedimentos feitos até o momento. Ainda esta semana devem decidir sobre a criação ou não de um gabinete de crise para atender os imigrantes.

Ainda de acordo com a prefeitura, na última quinta-feira (5), o órgão entrou em contato com o Ministério do Desenvolvimento Social e relatou a atual situação. O Governo Federal informou que ainda estuda que medidas serão tomadas na cidade.

No albergue municipal que tem 22 vagas, a prefeitura disse atender os moradores de rua e outras pessoas de passagem por Corumbá. Até junho deste ano, 326 haitianos se hospedaram no local. Em todo ano de 2017 foram 151.
Voltar
Site desenvolvido por: