09/01/2018 - 07:42

Sete bairros são os mais castigados pelas chuvas em Três Lagoas

Por Tatiane Simon
JP News
O grande volume de chuva que atinge Três Lagoas desde a última sexta-feira (5) tem castigado duramente as ruas e avenidas da cidade. De acordo com a Defesa Civil do município, os sete bairros mais atingidos foram o Violeta I e II, Chácara Imperial, Chácara Eldorado, Samambaia I e II e o Vila Verde agravado pelo solo saturado.

Em outras cidades de Mato Grosso do Sul as chuvas foram tão fortes que levou 13 municípios do Estado a solicitarem o reconhecimento por parte do governo de estado de emergência. Três Lagoas não faz parte desta lista, segundo a Defesa Civil.

Desde o início de 2018 choveu 110 milímetros. Na primeira semana do ano, choveu 20% do esperado para todo o mês de janeiro, segundo a Uniderp/MS, ligada ao Instituto de Nacional de Meteorologia (Inmet). Choveu 43 milímetros e a média histórica para este período é de 216 milímetros. O relatório pluviométrico aponta que janeiro poderá apresentar chuvas acima da média, enchentes e enxurradas na região. O instituto registrou 67 milímetros entre o último domingo (7) e segunda-feira (8).

Alagamentos

A prefeitura, por meio de nota, justifica que o acúmulo rápido das águas nas ruas é porque a cidade é predominantemente plana, com grandes bacias de contribuição exigindo obras de macrodrenagem. Estas características geográficas causam escoamento lento.

Além disso, o crescimento urbano sem que houvesse um planejamento quanto à drenagem e pavimentação, resultou em um acúmulo de problemas no escoamento das águas pluviais cujas soluções a atual administração está buscando intensamente com recursos próprios, junto ao Governo Federal ou através de financiamento externo.

A prefeitura de Três Lagoas informou que “está atenta a cada problema causado pelas chuvas e buscando soluções através das secretarias de Infraestrutura, Assistência Social, e da Defesa Civil”.
Voltar
Site desenvolvido por: