26/03/2019 - 03:07

Motorista é preso por furtar calcinhas, deixar bilhetes e filmar mulheres

G1/MS
A Polícia Civil de Três Lagoas, na região leste de Mato Grosso do Sul, prendeu um motorista de ônibus, de 56 anos, que ficou conhecido como o "tarado do WhatsApp". Segundo a investigação, ele furtava calcinhas do varal de mulheres, deixava bilhetes obscenos na casa delas. O homem também filmava a rotina das vítimas e enviava vídeos com conteúdo pornográfico.

Segundo a delegada Letícia Móbis, da DAM (Delegacia da Mulher), as filmagens foram flagradas no momento da prisão do suspeito. "Nós cumprimos o mandado de prisão preventiva há 3 dias. Em 2010, e, Campo Grande, ele foi preso pelo mesmo crime. Nestes últimos casos, nos bilhetes ele escrevia palavrões, desenhava pênis e enviava vídeos mostrando o próprio" explicou.

A investigação aponta que o suspeito fazia as filmagens por meio de janelas e muros. Ele ainda tinha uma lista de futuras vítimas, muitas com o DDD 18, o que indica que pode haver vítimas no oeste paulista. A polícia não informou como o homem obtinha o telefone das vítimas.

Até o momento, cinco vítimas de Três Lagoas foram identificadas. A polícia orienta que, caso alguém tenha recebido chamadas do tipo ou percebido a falta de roupas íntimas, vá até a delegacia e registre boletim de ocorrência.

O motorista já foi indiciado por importunação, com pena que pode chegar a 5 anos de reclusão. Somadas as penas máximas, de todas as vítimas, ele pode punição de 25 anos.
Voltar
Site desenvolvido por: