12/10/2017 - 00:00

Mulher é morta com mais de 100 facadas por não aceitar namoro da neta

José Erick da Silva, 18 anos, foi preso suspeito de matar feirante Ivanete Maria Oliveira, 45 anos, em Nazaré da Mata

Folhape
A Polícia Civil de Pernambuco suspeita que José Erick Pereira da Silva, 18 anos, matou a feirante Ivanete Maria dos Santos de Oliveira, 45 anos, com mais de cem facadas por ela não aceitar o namoro dele com a neta dela. O jovem foi preso nesta última segunda-feira (9), e o delegado responsável pelo caso, Rommel Ricardo, apresentou os detalhes nesta terça. A vítima foi encontrada morta com perfurações nos braços, cabeças e tórax no último sábado (7), em Nazaré da Mata, na Mata Norte do estado.

Segundo o delegado, José Érick mantinha um relacionamento com a neta da vítima, uma menina de 12 anos. A mãe da criança tinha conhecimento do namoro. “Ivanete estava trabalhando na feira livre e teria sido chamada pela filha para uma conversa em casa [com José]. Ao chegar, houve uma discussão, que evoluiu para morte da senhora. De início, não temos suspeita que a filha dela tenha participação no crime”, disse o delegado.

A polícia ficou dois dias em busca do suspeito, que foi preso em casa e foi autuado por homicídio qualificado. Ele ainda pode ser indiciado por estupro de vulnerável se ficar provado que ele manteve relação sexual com a criança. José Erick também é investigado por roubo, tráfico de drogas, homicídios e tentativas de homicídios, praticados a partir de janeiro de 2016 na região.

A polícia o considera um criminoso de alta periculosidade e a prisão foi comemorada em Nazaré da Mata. “É um cidadão que responde por oito homicídios consumados, dois tentados. O último como maior de idade, os outros foram como menor de idade. Esse último com um requinte de crueldade terrível, com mais de 100 facadas. Pessoa ruim, frio calculista, muito perigoso, que não tinha pena das suas vítimas”, disse.

 
Voltar
Site desenvolvido por: