30/09/2017 - 07:54

O Discurso de campanha vale mais que o programa

Manoel Afonso
LÍDIO LOPES Para o deputado estadual do ‘Patriota’, a chegada do deputado Jair Bolsonaro ao partido, ao contrário do que se propaga, trouxe mais otimismo e tem atraído adesões de novos segmentos e lideranças. Apontando para as pesquisas, Lídio acredita que Bolsonaro é nome certo para o 2º turno em 2018 com o discurso que agrada.
 
O DISCURSO Na pratica é mais importante do que os programas que a maioria do eleitorado nem conhece. O discurso tem emoção que o eleitor tanto gosta. É igual a música ‘dor de cotovelo’ que arrepia. Num ambiente corrupto e de pouca gente que convence, Bolsonaro avança com respaldo nos 43,1% dos eleitores consultados e favoráveis a volta do regime fardado em pesquisa do Instituto Paraná com 2.540 eleitores entre 25/28 setembro.

A QUESTÃO do discurso merece ser analisada em termos locais, pois a eleição presidencial acabará refletindo ou influenciando nos pleitos estaduais. O eleitor deve usar igual critério nos dois casos. Neste ambiente pela moralidade quem tiver manchas ou for suspeito tende a ser rejeitado pelo eleitor. Chance para novos postulantes.

LEGAL MESMO Publico com prazer a notícia de que o vereador Vinicius Siqueira (DEM) da capital prepara-se para proferir palestra sobre corrupção na Universidade Federal. Ele sabe - o fato aumentará ainda mais sua responsabilidade na vida pública que está iniciando. Qualquer deslize de sua parte terá efeito devastador. Em frente.
 
‘VAQUINHAS’ Solidariedade ao crime ou ao criminoso? Colegas de trabalho de um agente penitenciário homicida na capital se juntam para pagar seu advogado. Ele estava armado num show artístico. O mesmo gesto ocorreu naquele outro assassinato onde o matador foi um policial da Polícia Rodoviária Federal também em Campo Grande. Os colegas solidários – em ambos os casos – desprezaram as dores e perdas dos familiares dos assassinados. Tudo tem limites. Para a opinião pública pegou muito mal.

DESGASTES “Faz parte da democracia”, como disse o deputado Beto Pereira (PSDB), mas aos olhos dos empresários e comerciários que foram à Assembleia Legislativa, faltou sensibilidade ao se tentar derrubar o veto do governo ao projeto dispondo sobre o sistema de inclusão dos nomes dos devedores no SPC. Uma lição a ser assimilada.
 
ELEIÇÕES 2018 Datas que merecem atenção dos pretensos candidatos. No dia 2 de outubro próximo termina o prazo para a troca de domicílio eleitoral para o município que irá concorrer. Já a filiação partidária deverá ocorrer até 2 de abril de 2018. A partir de 1º de janeiro as pesquisas eleitorais devem ser registradas na Justiça Eleitoral.



TUDO IGUAL A badalada reforma política não passou de cascata. As eleições em 2018 serão dentro das regras atuais, o que é lamentável. Com poucos dias pela frente, até mesmo a clausula de barreira e o fim das coligações proporcionais, sob risco de não serem aprovadas. O interesse dos parlamentares concentrado apenas no financiamento da campanha através do cruel ‘fundão’.

 
‘FUNDÃO’ “Cada um deve fazer campanha com o recurso que tiver. Não é possível tirar dinheiro dos impostos, da saúde, da educação, de projetos sociais, para fazer política. A população não pode ser prejudicada, especialmente num momento como esse, de profunda crise econômica, com 14 milhões de trabalhadores desempregados, quando falta dinheiro para tudo. Isso é imoral”. ( Senador Pedro Chaves – PSC).


 
NA INTERNET -  DIA 31 DE JUNHO, DIA DO PETISTA HONESTO
Voltar
Site desenvolvido por: