07/02/2018 - 04:39

Vereadores do PP alegam perseguição política do ex-prefeito Alcides Bernal

Por LEANDRO ABREU E GABRIELA COUTO
Correio do Estado
Os vereadores do Partido Progressista (PP) alegam que estão sofrendo perseguição por parte do presidente estadual, Alcides Bernal, para que saiam da sigla. Valdir Gomes, Cazuza e Dharleng Campos são os representantes do PP na Câmara Municipal de Campo Grande.

Durante a sessão desta terça-feira (6), o vereador Valdir Gomes falou sobre uma mensagem de Bernal em um grupo do WhatsApp, citando os representantes do partido da Casa de Leis.

Além disso, o parlamentar alega que aliados do ex-prefeito têm feito Boletins de Ocorrência contra ele por injúria e agressões verbais, como forma de pressionar para que saia da sigla. “Eu não vou sair. Ele vai ter que me tirar”, afirmou Gomes.

Além de falar dos vereadores, a mensagem de Bernal no grupo fala sobre o prefeito Marcos Trad (PSD), que teria se comprometido com o partido e nada foi cumprido até o momento.

“Meus amigos progressistas, o momento é de dificuldades, pois o candidato que apoiamos e ganhou a prefeitura até hoje não honrou nenuhm compromisso com o partido. Nem comigo, Alcides Bernal.
Quanto aos vereadores, nota-se que decidiram fazer paret da base de apoio do prefeito. Opção dos três, sem consulta ao partido. Sabemos de situações desagradáveis envolvendo perseguição a pessoas que inclusive ajudaram muito no 2º turno, mas que estão sofrendo muito e os de cargos de confiança foram todos demitidos sem menor consideração. Lamentável. Esse prefeito não tem palavra”, diz a mensagem de Bernal no grupo.
Voltar
Site desenvolvido por: