10/01/2018 - 04:30

Rio Miranda entra em estado de emergência e outros quatro deixam autoridades de MS em alerta

TV Morena
G1/MS
O Rio Miranda está em estado de emergência há três dias ao passar dos sete metros e o nível não para de subir, segundo o boletim do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) desta terça-feira (9). Outros quatro fluentes já estão em estado de alerta.

Conforme o boletim, desde o último domingo (7), o Rio Miranda está subindo um metro por dia. Hoje, foram registrados mais 36 milímetros de chuva. A previsão do tempo para quarta-feira (10) é de mais água.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta para chuva entre 20 a 30 milímetros por hora ou até 50 mm por dia nas regiões leste, sul, Pantanal e central do estado. Além disso, há pequeno risco de alagamentos e pequenos deslizamentos, em cidades com de risco.

A situação mais crítica é do Rio Taquari - região norte do estado - que chegou a 4,72 metros. O Inmet registrou 52,4 milímetros de chuva em Coxim. De acordo com o boletim, faltam apenas 28 centímetros para o rio entrar em emergência, podendo alagar e afetar os moradores desse município.

Para a região do Taquari e Aporé, o alerta do Inmet é de chuva entre 30 a 60 mm por hora e pode chegar até a 100 mm nesta quarta. Ainda há risco de alagamentos, deslizamentos de encostas, transbordamentos de rios.

Alerta

Por causa da chuva nos últimos dias, uma família do Morro da Formiga, no bairro Cristo Redentor, em Corumbá, município no Pantanal sul-mato-grossense, ficou desabrigada depois que a parede da casa desaboupor causa do deslizamento da encosta na tarde de ontem.

O boletim do Imasul ainda informa que os rios Taquari, Aporé, Aquidauana e Pardo estão em estado de alerta. Em todos, o nível da água subiu depois da chuva de hoje.

O Rio Aquidauana chegou a 6,47 metros depois da chuva de 27,4 milímetros. O Aporé, região nordeste, atingiu 185 milímetros após 12 mm de precipitação. O Rio Pardo, no leste sul-mato-grossense, está com 5,44 metros ao registrar 19,2 mm de chuva.
Voltar
Site desenvolvido por: