22/05/2018 - 04:53

Manifestação de caminhoneiros interrompe fluxo em 5 cidades do MS

Aline Oliveira
Correio do Estado
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou nesta segunda-feira (21), no começo da tarde, balanço atualizado das interdições dos motoristas de caminhão que reivindicam redução no preço dos combustíveis em todo país.

Até o momento foram confirmadas interrupções em rodovias de cinco municípios: Campo Grande, Eldorado,  Maracaju,  Rio Brilhante, e Sidrolândia.

Na cidade de Maracaju a interdição aconteceu na BR-267,km 365, em Campo Grande a BR-163, km 478, Rio Brilhante na BR-163, km 324, Eldorado na BR-163, km 39 e Sidrolândia, BR-060, km 420. Em Nova Alvorada também houve fechamento da estrada, mas por cerca de duas horas, e depois houve liberação a partir das 10 horas. 

Segundo informação dos agentes, os veículos de passeio são liberados para seguir viagem e em razão disso, o congestionamento está moderado, não passando de um quilômetro de extensão em todas as localidades. 

PARALISAÇÃO

Cerca de 19 mil caminhoneiros de Mato Grosso do Sul aderiram à paralisação nacional em protesto aos seguidos aumentos no preço do diesel.

De acordo com Osni Bellinati, presidente do Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos do Estado (Sindicam/MS), nenhum profissional aguenta mais tanto aumento no preço do combustível.

“Não dá para trabalhar assim. Aonde a Petrobras quer chegar? Toda semana tem aumento”, comentou.
Ainda conforme Bellinati, nenhum profissional do Estado e que faz parte do Sindicam/MS está trabalhando, o que totaliza 19 mil caminhoneiros. “Temos muitos caminhoneiros de outros Estados passando por aqui, por isso pode parecer que estamos trabalhando. Mas aqui de Mato Grosso do Sul estamos recebendo mensagem de todo Estado e todos estão parados”, finalizou.

ALERTA

Cabe destacar que que o Código de Trânsito Brasileiro prevê uma multa no valor de R$ 3.800 reais (e suspensão do direito de dirigir) para condutores que utilizarem veículos para interditar rodovias e que a PRF poderá fazer uso de expediente, caso não seja atendida a solicitação para liberação da rodovia. 

A PRF também ressalta que interdições de rodovias são extremamente perigosas para a segurança do trânsito.  Existem registros graves acidentes (ocorridos em outros Estados) como consequência da interdição, além de todos os prejuízos que a manifestação considerada ilegal pode causar a terceiros em seus compromissos e danos a cargas perecíveis.

 
Voltar
Site desenvolvido por: