04/04/2018 - 05:05

Se descubra e verás o quão a sensação serás indescritível...

Carlos Fernandes
O verbo estar é um verbo irregular.

Na sua conjugação, há alterações no radical e nas terminações, como: eles estão, que ele esteja, se eu estivesse.

Em linguagem informal, ocorre habitualmente a supressão da sílaba inicial do verbo estar: tá em vez de estar, tivesse em vez de estivesse, tivemos em vez de estivemos e por aeh, vai...

Importante verbo, porém, mais importante ainda, quando ‘tivermos” a concepção que AQUI, não SOMOS, e sim, ESTAMOS.

ESTAMOS pais, mães, avós, filhos,irmãos, profissionais seja de qual área for, pessoas vivendo em sociedade, a qual devemos sempre lembrar que por ser um verbo que nos remete a real concepção de que ‘estar’ é transitório, passageiro e que, o que se estabelece nessa passagem é o respeito ao próximo, como ser-humano, criação e forma (todos iguais), independente da cor, raça, crença, posição social, sem rótulos, clichês, pré-julgamentos, pré-conceitos e preconceitos. Devemos ser desnudos das atitudes perversas que fere e machuca o outro, livre de demagogia e da concepção hipócrita que; EU SOU!!

Daqui, nada se leva, nem mesmo o corpo, ( casa que aqui fizemos morada ), não confundamos com LAR ( que também fica ).

A verdadeira riqueza está nas atitudes de amor e nas virtudes que faz com que o outro, tenha uma imensa vontade de conviver conosco, por fazê-los se sentirem em Paz e Felizes.

Cada um de nós, ESTAMOS aqui com uma missão ou missões.

Uns a descobre ou as descobrem, outros não. Uns, cedo e outros, mais tarde.

Enquanto ESTIVERMOS ou TIVERMOS aqui, sejamos e pratiquemos o bem.

Se descubra e verás o quão a sensação serás INDESCRITÍVEL !!!!!!!!!
Voltar
Carlos Fernandes
Coaching e Palestrante
Facebook curtir
Site desenvolvido por: