08/01/2018 - 10:20

Estado pune 31 empresas por abandonar e atrasar obras

Multas aplicadas contra empreiteiras somam R$ 2,4 milhões

Correio do Estado
O abandono de canteiros de obras ou mesmo o atraso injustificado nos trabalhos contratados geraram multa de R$ 2.481.890,80 a 31 empreiteiras que prestam ou prestaram serviço ao governo de Mato Grosso do Sul. De 2015 até agora, de acordo com dados da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul), foram aplicadas 51 penalidades por descumprimento de contrato a 31 empresas.

Das 31 empreiteiras punidas – depois de responderem a processo administrativo dentro da Agesul –, algumas receberam punições mais de uma vez. A Tracol Construtora de Obras LTDA - ME, por exemplo, mantinha contratos com o Estado para construção de escolas, bem como ampliação e reforma de bibliotecas e laboratórios. 

No entanto, conforme os dados da Agesul, ela está suspensa temporariamente de participar de licitações e impedida de realizar contratos com a administração pública por dois anos. Isso por atrasar as obras. Os oito contratos penalizados somavam R$ 4.646.004,43 e, além do impedimento para novas contratações, recebeu multa de R$ 324.871,30.
Voltar
Site desenvolvido por: