08/07/2018 - 06:20

Cantor Leonardo reinaugura Ondara com novo álbum que tem gostinho de boteco

Assessoria
Com músicas que lembram o clima descontraído dos botequins, local onde a carreira do cantor Leonardo começou, o artista reinaugura o Ondara, em 11 de agosto, em Campo Grande. O show promete envolver a todos no ambiente preferido dos brasileiros. O evento é mais uma realização da Santo Show – Artes e Entretenimento.

Bar do Leo, seu mais recente trabalho, traz no repertório arranjos e melodias com a cara do cantor. O projeto conta com 13 músicas, sendo seis inéditas e regravações de sucessos como “Linda Linda”, “Tranque a Porta e Me Beija” e “Dona do Meu Destino”, além de “Ternura (Somehow It Got To Be Tomorrow (Today))”, eternizado por Wanderléa. 

“Quem vai para o bar é um homem feliz! Vai para ver os amigos e amigas, comemorar ou acalmar o chifre. Chique ou simples, bar é só alegria!”, brinca Leonardo.

Com 18 CDs e cinco DVDs lançados, Leonardo celebra com “Bar do Leo” uma longa carreira marcada por sucessos que embalam diversas gerações. Praticamente todas as canções fazem referência ao clima de bar, de roda de amigos, de conversa, de diversão. 

O espetáculo já está no 2º lote para a Área Premium, R$ 120,00 (inteira) e R$ 75,00 (meia). Ainda há mesas para os setores Privilege, A e B. Quem optar pelo setor Privilege terá direito a uma garrafa de cachaça Cabaré e menu com trio mediterrâneo, mini moranga à brasileira, mini tortinha bousain e risoto de funghi com crispy de couve.

Os demais setores também tem menu especial para curtir o boteco mais gostoso do mês de agosto.

Para garantir sua entrada acesse o site www.santoshow.com.br

Mais sobre o “Bar do Leo”

Este é o 18º trabalho solo do cantor e o primeiro em formato de inéditas desde “Vivo Apaixonado”, de 2013. A música de abertura que leva o título de “Choro, Choro de Saudade” monta um clima festivo em toque de arrocha, acordeon, acento latino e a voz tão característica do cantor.

“O Gelo” (“que ela me deu/tô tomando com uísque”) pode ser uma bela balada de violão, mas igualmente traduz o romantismo de astral elevado sertanejo característico da obra dele.

Acrescente arranjo de cordas e terá “Pergunte ao Dono do Bar”. Ou mesmo influência de country norte-americano misturado ao sertanejo de raiz em “Do Bar Pra Igreja”.

De autoria de Eduardo Costa, ele cria um clima latino com trompete misturado às cordas em “Prazer por Prazer” e faz a versão nacional da balada clássica “All Out of Love”, que em português vira “Só Um Grande Amor”. Outra versão é de “Somehow It Got to be Tomorrow (Today)”, carregada de cordas como “Ternura”.

O trompete volta misturado à percussão em “Tranque a Porta e me Beija”, o trabalho ganha um sopro a Roberto Carlos na quase tango “Segredo de Alma” e volta totalmente orgânico na levada de saxofone de “Embriagado de Amor”.

“Dona do Meu Destino” você certamente já ouviu por aí, como a primeira música de trabalho, é uma balada romântica que flerta com o sertanejo e country, e temos ainda um quase pop recheado de cordas, percussão e acordeon em “Linda, Linda”.

 Como o tema é bar, há espaço para o arrocha “Bora Tomar Uma”, enquanto o “Bar do Leo” pede para ser tocado em repeat como trilha-sonora de qualquer bar que se preze por aí. Ou qualquer lugar em que diversão é ingrediente fundamental.
Voltar
Site desenvolvido por: