17/12/2017 - 00:52

Crianças leem para cães como terapia na Lituânia

ISTOÉ
Na Biblioteca Nacional em Vilnius, Mona, uma fêmea de labrador escuta com atenção a voz de Urte, uma menina de 8 anos sentada confortavelmente sobre almofadas, ler uma história infantil.

Mona, assim como Gongas, um golden retriever caramelo, são cachorros especialmente treinados para dar aos jovens leitores em dificuldade na Lituânia aquilo que os professores têm dificuldade para comunicar: a atenção positiva e a confiança que precisam para se tornarem leitores felizes.

“Ao ler para um cachorro, a criança não fica estressada. Ela se acalma porque ninguém vai interrompe-la ao primeiro erro ou pedir que recomece a leitura de uma passagem. As crianças têm o controle da situação e isso é algo que lhes é conveniente”, explica à AFP Viktorija Pukenaite, coordenadora deste projeto educativo.

Contrariamente às aulas tradicionais na escola, aqui são os cães, especialmente recrutados e treinados, que ajudam nas sessões de aperfeiçoamento da leitura que duram cerca de quinze minutos.

A cada semana, dezenas de crianças, com entre 4 e 12 anos, participam do projeto.

“Para as crianças, o mais importante é que são mais encorajados do que avaliados”, ressalta Kardaite Velyviene, psicóloga, dona de Mona, que precisou fazer um curso de terapeuta para participar do projeto.

“As crianças constroem uma relação com o cachorro. Elas podem abraçá-los ou acariciá-los caso algo não dê certo durante a leitura”, acrescenta.

Lançado no ano passado, o programa tem como objetivo contribuir para a manutenção a 100% da taxa de aptidão para leitura das pessoas com mais de 15 anos neste país de 2,8 milhões de habitantes, membro da União Europeia desde 2004.
Voltar
Site desenvolvido por: