10/06/2018 - 02:21

Nelsinho e Zeca dominam preferência para duas vagas no Senado

Edson Moraes
Ranking Pesquisa e Jornal Correio do MS
Com duas vagas para o Senado em disputa no Estado, os eleitores de Mato Grosso do Sul estão dando preferência aos pré-candidatos Nelsinho Trad (PTB) e Zeca do PT, conforme os números da mais recente consulta de intenções de voto feita pela Ranking Comunicação e Pesquisas. Na citação espontânea, o ex-prefeito Nelsinho Trad tem 8,08% e Zeca 6,91%.

O senador Waldemir Moka, que tentará se reeleger, é o terceiro, com 3,16%, à frente do colega Pedro Chaves (PRB), que também quer a reeleição e aparece com 1,08%, mesma pontuação do promotor Sérgio Harfouche (PSC). Em seguida vêm Chico Maia (Podemos) com 0,66%, Marcelo Miglioli, do PSDB (0.58%) e Dorival Betini, do PR (0,25%). Os demais pré-candidatos somam 0,58%, ao passo que 77,62% dos entrevistados não souberam ou não quiseram responder.

1º E 2º VOTO: Os eleitores poderão votar em dois candidatos ao Senado e a pesquisa procurou saber quais seriam o primeiro e o segundo votos pela ordem de preferência dos entrevistados. Na consulta estimulada, a maioria do primeiro voto foi atribuída a Nelsinho Trad (21,58%), com Zeca (17,16%) em segundo, ambos bem distantes de Moka (6%), Harfouche (3,41%), Chaves (3%), Chico Maia e Miglioli (1,66%) e Betini (0,58%). Somou 44,95% o grupo que não respondeu ou não soube responder. 

1º VOTO PARA O SENADO:


Na preferência para o segundo voto, Nelsinho tem a ponta, com 14,83%, seguido por Zeca (5,83%), empatado tecnicamente com Moka (5,58%). Logo depois surgem Chaves (3,83%), Maia (2,66%), Miglioli (2,16%), Betini (1,91%) e Harfouche (1,33%). Não sabe ou não responderam 61,87%.

2º VOTO PARA O SENADO:


REJEIÇÕES – Dos candidatos citados na pesquisa estimulada sobre rejeição, a maioria (27,16%) indicou Zeca, pontuação mais de seis vezes maior que a de Moka, o segundo colocado com 4,50%, à curta distância do terceiro, Nelsinho, que tem 4,16%. O quadro de rejeições se completa com índices bem mais baixos: Chico Maia (2,33%), Chaves (2,16%), Miglioli (1,25%), Harfouche (0,66%) e Betini (0,50%). O contingente de eleitores que não sabe ou não responderam chegou a 57,28%.



Foram ouvidas 1.200 pessoas em 30 municípios entre 30 de maio e 05 de junho, com registros MS-04644/18 e BR-02574/18. A amostragem tem como responsável técnico o estatístico Augusto da Silva Rocha. Os municípios: Campo Grande, Sidrolândia, Maracaju, Itaporã, Dourados, Ponta Porã, Amambai, Caarapó, Naviraí, Ivinhema, Nova Andradina, Nova Alvorada do Sul, Rio Brilhante, Corumbá, Ladário, Miranda, Aquidauana, Anastácio, Terenos, São Gabriel do Oeste, Rio Verde, Coxim, Camapuã, Chapadão do Sul, Cassilândia, Paranaíba, Aparecida do Taboado, Três Lagoas, Água Clara e Ribas do Rio Pardo.


 
Voltar
Site desenvolvido por: