06/12/2018 - 10:25

TVE Cultura em Dourados: lideranças destacam “marcos” da digitalização e a nova programação

Assessoria
Evento na sede da Associação Comercial e Empresarial de Dourados reuniu a sociedade organizada e a imprensa local para apresentação da nova programação e implantação do sinal digital

Em evento na manhã desta quarta-feira (5), a TVE Cultura oficializou o início das transmissões pelo sistema digital em Dourados e, ainda, apresentou sua nova grade de programação, composta por mais de 150 horas de produções próprias e atrações regionais. O evento, na sede da Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados), reuniu representantes do governo estadual, da prefeitura, empresários, dirigentes de veículos de comunicação locais e jornalistas.

A nova programação da TVE Cultura reúne 150 horas de atrações que serão exibidas até 5 de abril de 2019, envolvendo programas jornalísticos, atrações musicais, filmes, documentários e especiais que retratam a cultura e a sociedade de Mato Grosso do Sul –incluindo “Guateka”, ficção em cinco episódios que retrata o olhar do grupo guarani-kaiowá Bro’s MCs sobre a realidade que os cerca. Os programas se mesclam à grade da TV Cultura de São Paulo, que desde 2015 é retransmitida na Fertel (Fundação Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa de Mato Grosso do Sul) por meio de parceria.

“Agradecemos ao governador Reinaldo Azambuja por essa importante conquista para a região de Dourados, que tem muito para ver e contar a Mato Grosso do Sul”, afirmou a empresária e presidente da Aced, Elizabeth Salomão. “A emissora pública dá visibilidade a Mato Grosso do Sul”, prosseguiu.

Tesoureiro da entidade, Domingos Ventorini também representou o vice-governador eleito Murilo Zauith no evento. Ele destacou que a TVE Cultura representa uma nova alternativa de qualidade para a população douradense na TV aberta, oferecendo, além da vitrine regional, atrações educativas e divertidas para crianças e adolescentes. O fato já havia sido destacado pelo próprio Murilo, em entrevista à emissora.

“A TVE Cultura tem muita importância para a sociedade por fornecer uma programação de conteúdo de alto nível sem se esquecer das crianças, já que as atrações infantis também têm alta qualidade”, frisou.

Importância

Durante a apresentação, foi exibido vídeo institucional com 15 minutos nos quais o processo de digitalização foi detalhado aos presentes. Nele, foram apresentados depoimentos dos secretários Athayde Nery (Cultura e Cidadania), Eduardo Riedel (Governo e Relações Institucionais) e do governador Reinaldo Azambuja –que já ressaltara os esforços da Fertel em realizar a migração de sistema sem custos, graças a parceria com a Claro/Embratel (que cedeu equipamentos e antenas) e a importância de oferecer à sociedade uma grade de programação de qualidade.

“Quando você vê esses avanços tecnológicos, sai da TV analógica para a digital, além de melhorar a qualidade do sinal deve dar ao usuário uma programação de qualidade infinitamente melhor, tudo fruto de parceria da Fertel com a Claro e outras instituições, como a TV Cultura de São Paulo, com a qual temos uma programação compartilhada”, destacou Reinaldo. “A qualidade da programação também melhora a divulgação das belezas de Mato Grosso do Sul e das ações desenvolvidas. Somos um dos Estados mais pujantes do país”, prosseguiu o governador, parabenizando a Fertel e seus colaboradores pelo trabalho realizado.

“Com os investimentos, conseguimos levar o nosso conteúdo de qualidade de forma mais apropriada, com melhoria no áudio e no vídeo, garantindo também melhor acesso às pessoas. É um passo extremamente importante”, destacou Ridel. Athayde, por sua vez, reforçou o “momento histórico” da migração do sinal analógico para o digital, “a maior inclusão digital da história do Estado” por garantir a difusão de cultura e educação pela TV, dentro do conceito de “cidadania digital” defendido pela Secc.

Marco histórico

O secretário municipal de Educação de Dourados, Upiran Jorge Gonçalves, representou a prefeita Délia Razuk no evento. Ex-promotor, juiz e jornalista, ele contou que pode acompanhar de perto o marco da fundação da TVE, participando, ainda no Rio de Janeiro, de gravações do programa Sítio do Pica-Pau Amarelo, uma das principais audiências da emissora, e foi ajudante e  coreógrafo na elaboração do personagem Visconde de Sabugosa, da célebre série originada da obra de Monteiro Lobato.

“Sou desde esse tempo fã e telespectador assíduo da TVE. Podemos considerar este como um novo marco na sua história em Dourados e no Mato Grosso do Sul”, destacou Upiran. “Agora, com a digitalização do sinal, teremos a qualidade da imagem somada à melhor programação de TV aberta. Temos certeza que continuará a ser realizada a expansão pelo interior graças à sensibilidade do governador Reinaldo e do empenho da equipe da TVE, e vemos a medida como fundamental à educação e à cultura”, prosseguiu o secretário de Educação em seu discurso.

Bosco Martins lembrou que o governador já autorizou o prosseguimento da instalação de equipamentos de recepção digital pelo interior, atingindo em breve mais 12 municípios. Também está em andamento a migração do sinal para o satélite StarOne C2, já usado por grandes emissoras como a TV Globo, levando as transmissões da TVE Cultura para 24 milhões de lares na América do Sul, atingindo um público de 70 milhões de pessoas.

 
Voltar
Site desenvolvido por: