31/12/2018 - 04:35

Mulher escuta plano de fuga e agentes frustam ação criminosa

Por Graziela Rezende e Bruno Axelson
G1/MS
A denúncia de uma mulher, ao ouvir detalhes de um plano de fuga no pavilhão II, do presídio de segurança máxima, no Jardim Noroeste, em Campo Grande, mobilizou a polícia a vistoriar o local, na noite anterior e madrugada deste domingo (30). Os agentes penitenciários apreenderam duas escadas e uma corda artesanal, além de isolar 14 presos em regime disciplinar.

A Agência Estadual de Administração do Sistema Penintenciário (Agepen) disse ao G1 que está apurando o fato.

De acordo com os plantonistas, o presídio recebeu inúmeras visitas no sábado (29). Por volta das 18h (de MS), uma mulher ligou no local e disse estava visitando uma pessoa, quando escutou detentos falando sobre uma "fuga em massa", que ocorreria durante a madrugada.

Com a vistoria, os policiais apreenderam os objetos e questionaram os presos, todos do regime fechado. Nenhum deles afirmou ser o dono e então foram transferidos para outro pavilhão.

"Mesmo com baixo efetivo, tendo 12 agentes para cuidar de 2,3 mil presos, nós conseguimos conter e frustrar a tentativa de fuga. Nós achamos as grades serradas também", afirmou o agente, que não quer ser identificado.

Nesta manhã, foi feita perícia no local e também registrado o boletim de ocorrência, na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Centro.


Veja na íntegra a nota da Agepen:

No início da noite ontem, a partir de apurações internas os agentes descobriram a possibilidade de uma tentativa de fuga e realizaram procedimento de bate-grade nos pavilhões 2 e 1, sendo constatadas grades serradas na cela1 do Pavilhão 1 Galeria A; no local foram encontradas duas escadas feitas artesanalmente pelos internos. A cela foi isolada e todos os internos alojados em celas disciplinares para as devidas apurações.
Voltar
Site desenvolvido por: